Dilma sanciona lei que coloca dança, artes visuais e teatro no currículo do ensino básico

Dilma sancionou a Lei 13277/16 que inclui, de forma obrigatória, a disciplina de artes do ensino básico brasileiro. Temas de dança, artes visuais e teatro deverão ser incorporados ao currículo da disciplina. Antes a lei só previa música. As regras propostas pelo projeto valem tanto para escolas públicas quanto particulares.

Publicado em Artigos | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Novo e-mail para contato.

Atenção, o e-mail projetokaeru@isec.org.br não está mais funcionando, o novo e-mail para contato do Projeto Kaeru é

projetokaeru@gmail.com

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

Terra se deslocou por quase 2 metros em terremoto no sul do Japão, diz especialista

Falha geológica pode justificar a intensidade dos tremores no vilarejo Minamiaso

TRADUÇÃO: ANA LAURA KAWABE/ALTERNATIVA

350

Kumamoto

O forte terremoto de 7,3 graus de magnitude, que atingiu a província de Kumamoto na madrugada do último sábado, pode ter sido provocado por um deslocamento de 1,8 metro da falha geológica Futagawa, que possui 50 quilômetros de comprimento e 20 quilômetros de largura, informou a emissora NHK.
A conclusão partiu de uma análise feita pelo professor especializado em ondas sísmicas Yuji Yagi, da Universidade de Tsukuba. Ele utilizou dados geológicos do mundo todo e analisou também a falha geológica que provocou o tremor de 7,3 graus de magnitude na região.
Com o resultado da análise, é possível também que a falha geológica Futagawa tenha se estendendo por 10 quilômetros em sentido nordeste na província de Kumamoto. Este dado é mais elevado do que as informações divulgadas pelo Comitê de Análise de Terremotos do governo japonês até o momento.
Segundo os estudos do professor Yagi, esta falha geológica pode justificar a intensidade dos tremores no vilarejo Minamiaso, localizado na região nordeste da província. Em Minamiaso houve abalos sísmicos de até 6 graus de intensidade na escala japonesa, o que provocou grande destruição.
“As ondas sísmicas se amontoam na direção de descolamento da falha geológica, intensificando o tremor. Isto pode justificar os grandes danos sofridos pelo vilarejo Minamiaso”, explicou Yagi.
As falhas geológicas são rupturas em blocos de rochas que provocam o deslocamento das placas tectônicas na crosta terrestre. Essas falhas podem se estender por centímetros ou quilômetros em grandes profundidades.

Foto: Reprodução/NHK

Este conteúdo – assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios – é de autoria e responsabilidade do Alternativa Online

Publicado em Artigos | Marcado com , , | Deixe um comentário

Workshop de Olho de Deus e Filtro dos sonhos

Com a presença de mais de 50 pessoas, o workshop foi bastante movimentado, com o pessoal interessado nessas atividades. Por falta de tempo, não conseguimos terminar a Mandala mas todos ficaram muito satisfeitos com os resultados obtidos e com vontade de continuar fazendo…

Este slideshow necessita de JavaScript.

Publicado em Artigos | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Sobre o terremoto em Kumamoto

POR ANTÔNIO CARLOS BORDIN/ALTERNATIVA

Confira o relato de Neusa Emiko Miyata, que vive perto de Mashiki, uma das cidades mais afetadas

A psicóloga brasileira Neusa Emiko Miyata reside na cidade de Kumamoto (província de mesmo nome) e contou para a Alternativa a experiência de ter sentido um forte terremoto.
O hall do prédio onde a brasileira mora sofreu avarias. “Durante o tremor não conseguimos ficar em pé. Aqui são dois prédios de 14 andares conectados por um único hall. Os edifícios balançaram muito, mas não sofreram avarias. Só o hall ficou achatado, com rachaduras e parte do teto caiu”, conta.

“Durante o tremor não conseguimos ficar em pé” diz brasileira que mora em Kumamoto

O terremoto de magnitude 6,5 e intensidade de 7 graus na escala japonesa ocorreu na noite de quinta-feira (14) em Kumamoto, atingindo também outras províncias da região Kyushu. Réplicas (abalos secundários) estão sendo registrados na região.
A tragédia deixou nove mortos e mais de mil feridos, segundo informou a emissora NHK às 11h30 desta sexta.
Emiko publicou um vídeo no seu perfil no Facebook no momento em que deixava o prédio por volta das 22h de quinta-feira (14). Ela contou que reside no 11º andar e teve que descer pela escada, já que o elevador estava parado.
Emiko e o marido Akira foram direto para o Hospital da Cruz Vermelha, onde ele é vice-diretor. “Chegando lá os feridos graves ou leves já estavam sendo atendidos”, conta.
Emiko disse que ela e o marido saíram do hospital por volta das 3h30, mas a população da região continuou sofrendo com os chamados tremores secundários. Em seus cálculos foram mais de 100, sendo quatro muito fortes.
Como o refeitório do hospital estava fechado, com todo o estoque de alimentos sendo voltado aos feridos do terremoto, Emiko relata que encontrou supermercados 24 horas fechados.
Ela e o marido então entraram em uma loja de conveniência. “Era meia-noite e não havia mais comida. Muita gente já havia comprado tudo, só sobrando bebidas. Foi nessa hora que deu dois tremores fortes”, relata.
A brasileira mora a meia hora de carro de Mashiki, uma das cidades mais atingidas pelos abalos.

Este conteúdo – assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios – é de autoria e responsabilidade do Alternativa Online

Publicado em Não categorizado | Marcado com , | Deixe um comentário

Enem: mais de 1 milhão de estudantes acessam plataforma gratuita de estudos

Por Mariana Tokarnia
Da Agência Brasil

A plataforma Hora do Enem registrou 1,1 milhão de acessos desde o dia 5 de abril, quando foi lançada, informou a assessoria de imprensa da Roquette Pinto, uma das parceiras do projeto. Gratuita, a plataforma oferece um plano de estudos individual e exercícios para se preparar para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

A Hora do Enem, plataforma do Ministério da Educação (MEC), é voltada para os 2,2 milhões de alunos do terceiro ano do ensino médio. Os estados com mais acessos são São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná. Do total de acessos até agora, 61% foram feitos usando desktops; 33%, celulares, e o restante, tablets.
Para participar, o estudante, seja de escola pública ou privada, precisa fazer um cadastro. A plataforma oferece aulas e exercícios. Cada estudante recebe um plano individual de estudos de acordo com os objetivos no exame. O programa oferece ainda quatro simulados nacionais: o primeiro será no dia 30 deste mês e os demais, nos dias 25 de junho, 13 de agosto e o último, nos dias 8 e 9 de outubro.
O Hora do Enem é baseado no projeto Geekie Games, desenvolvido desde 2013. Quando o aluno se cadastra, pode escolher seu objetivo, o curso que quer fazer, e o computador calcula o tempo de estudo necessário, e ele recebe um plano individualizado, com as aulas a precisa assistir e exercícios que deve fazer. As aulas serão disponibilizadas online, a partir do dia 30, em plataforma denominada Mecflix.
Além do acesso pela internet, a Hora do Enem veiculará diariamente, às 18h, aulas nos canais públicos, comunitários e universitários na televisão em todo o país. Nos fins de semana, haverá reprise dos programas. A intenção é possibilitar o acesso daqueles estudantes que não têm conexão com a internet.
Este conteúdo – assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios – é de autoria e responsabilidade do Uol Educação
Publicado em Artigos | Marcado com , , | Deixe um comentário

ホーム | 日系社会ニュース | 特別学級の在日伯人児童激増=知的障害増加? それとも…=「ここ数年で特に顕著」=中川さん「危機の子供たち」

特別学級の在日伯人児童激増=知的障害増加? それとも…=「ここ数年で特に顕著」=中川さん「危機の子供たち」

2016年4月8日

「これからは危機の世代、新たなデカセギ子弟問題が浮上してきている」――NPO法人「カエル・プロジェクト」代表の中川郷子さんはそう話し、頭を抱えた。2008年金融危機後、日本に残る伯人はデカセギから定住者に変化しつつあると本紙でも度々報じてきたが、その子弟が小中学校の「特別支援学級」の高い割合を占めているというのだ。日本でのブラジル人コミュニティに何が起きているのか。(桃園嵩一記者)

「特別支援学級」とは、小中高校で〃教育上特別な支援〃を必要とする児童や生徒のために設置された特別クラス。主に知的障害者、肢体不自由者、身体虚弱者、弱視者、難聴者などが入れられる。そこに占める外国人児童の割合が異常に高まっているというのだ。
世界金融危機が起きて在日伯人が大量帰伯を始めた08年頃に生まれた子供を、中川さんは「危機の子供たち」と呼ぶ。今7、8歳、小学校低学年の児童だ。「あるブラジル人が多い地域の学校Aでは、特別支援学級生徒12人のうち、10人が外国人の生徒」。
この傾向は、毎年日本各地の伯人コミュニティへ1カ月間ほど講演に訪れる中、「ここ数年で特に顕著になってきている」と警告する。
同じく外国人の多い県のある小学校には全校生徒303人のうち外国人が170人もいる。現場の悲鳴が聞こえてきそうだ。しかも特別支援学級の生徒は14人中11人と高い。外国人生徒と同じ割合で特殊支援学級にも多いのなら分かるが、9割を占めるのは明らかに異常だ。
中川さんの聞き取り調査では、ある支援学級に通う子どもの親は、「学級に関する詳しい説明がないまま、〃もっと個別に教育を受けることが出来る〃と同学級への入学を薦められた」という。
「とりあえず様子を見ましょう」と言われて支援学級に入学すると、普通学級に戻るのは困難だという。実際には知的障害ほどではないのに、言葉や文化の問題もあって、扱いが難しいとされると支援学級に送られてしまうのか。
支援学級への入学には「ウィスク」という知能テスト診断を受ける。同診断には、言葉による影響が大きくが出る。通訳をつけると、どうしてもニュアンスに差が出る。
例えば、犬や車のおもちゃを見せてその反応を見るというテストがある。中川さんは「通訳がいない時は『わんわん』とか『ぶーぶー』と言って伝えてみるようですが子供は反応しません。『カショーホ』と『カーロ』でしかないんですから」と指摘する。
支援学級の教育についても「ある学校では一日中とにかく走ることが授業、または花の手入れだけ。脳の発達の著しい時期にやる内容とは思えない」と警鐘を鳴らす。
昨年はデカセギブーム開始から30年だった。最初の世代は伯国で教育を受けてから訪日した。だが日本生まれの「在日伯人二世」や「準二世」が今は親世代だ。そんな彼らには日本語でもポ語でもきちんとした教育を受けていない場合があり、それが「三世」の知能発達に影響を与えているのではという。
そんな現場を見てきた中川さんは「20年前から次の世代には知能発達障害が起きるかもと問題提起してきたが、本当に起きてしまった…」と忸怩たる思いだ。「とにかく入学の基準を再確認することが大事。いろいろな知能テストを組み合わせるべきでは」と提案した。

□関連コラム□大耳小耳

中川郷子さんによれば、日本のある伯人託児所では30人の子どもを一室に入れ、「テレビをつけるだけ。刺激がなく、会話も無い」という。その環境が知能発達上の問題につながる可能性があるという。母子家庭の場合も多く、生活のため休みを削ってでも働き、子供と接する時間はその分だけ短くなる。ただ「育児放棄が起こっているわけでは決してない」と強調する。「何とかしようと同じ境遇の親は集まるが、泣くことしかできない。どうすればいいかわからないのです」。なかなか大変な問題だ。

Publicado em Artigos | Deixe um comentário