Ijime nas escolas

Nessa nossa viagem ao Japão, alguns temas foram abordados em quase todas as localidades onde estivemos palestrando, conversando e oferecendo orientações. Um deles refere-se à questão da violência, em todos os sentidos: desde negligência (consideramos sim negligência quando um bebê é entregue a um cuidador qualquer e só tem contato com os pais nos finais de semana ou quando os pais levam e trazem os pequenos da creche sem ao menos ver a criança acordada, sem trocar a sua fralda da noite, sem oferecer alimento em nenhum momento do dia deixando esse trabalho a cargo de outros, etc); violência física (muitas vezes a titulo de ser “educativo”), abuso sexual, etc. Além disso, temos uma outra questão em que os próprios pais se sentem impotentes: o ijime (bullying) nas escolas japonesas, muitas vezes fazendo com que no final, as crianças deixem de frequentar as escolas. Sempre faço coro a muitos que dizem: não é evasão escolar mas exclusão – a criança é excluída NA escola e depois DA escola…

Não podemos simplesmente deixar que isso aconteça de braços cruzados: convidamos a todos para pensarmos juntos, unirmos forças para que as crianças possam, de fato, ter acesso à educação como garante a declaração dos Direitos Universais da Criança.

Esse post foi publicado em Artigos e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s